quarta-feira, 28 de maio de 2008

O "socialmente aceitável"...

Comecei a pensar em várias coisas sobre as quais quero escrever e uma ficou martelando na minha cabeça a respeito desse título: a moda do filme pornográfico.

Começou com o Frota, veio a Cadillac, Gretchen (esse nome parece um espirro!) e agora a Leila Lopes. Assiti a última dando uma entrevista ao Jô Soares onde disse várias sandices, dentre elas:

"Esse é um trabalho como outro qualquer"

"Eu só faço se for alguma coisa muito diferente. Se fosse um filme que só tivesse cenas de sexo eu não queria. Eu queria um texto, com base."

"É um filme com atuação, tem elenco de atores de verdade, de um grupo de teatro do Rio"

"É Nelson Rodrigues"

"É inspirado em Nelson Rodrigues" (ainda bem que ela consertou a tempo)

"Ficou lindo, vocês vão amar!"


Vamos aos comentários:

Querida Leila, esse definitivamente NÃO É UM TRABALHO COMO OUTRO QUALQUER! Acho incrível como as pessoas banalizam tudo na sociedade atual. Fazer sexo com um estranho para meio mundo ver é a mesma coisa que acordar às 09hs ir para o escritório trabalhar em planilhas? Dá no mesmo mostrar toda a sua intimidade ao mundo e varrer as ruas da sua cidade com faz um gari? NÃO! Definitivamente não! Daqui a pouco vamos voltar a barbárie onde os homens pegavam o que achavam ser seu por direito e se alguém duvidasse da veracidade de sua posse ele matava.
Não me entendam errado, não acho anormal fazer ou assistir filmes pornôs, mas dizer que ser atriz ou ator de pornô é o mesmo que fazer um Hamlet é o mesmo que trocar o sobrenome da Fernanda Torres para Poltergeist ou chamar Wagner Moura de Wagner Bazuca! Não banalizemos o sexo e muito menos o estudo de profissionais sérios...

Algo muito diferente? O que podemos entender como algo muito diferente? Ora, por favor... O objetivo de um filme pornô é um só: sexo explícito. Pornografia não é arte, é pornografia e ponto!

Que é um filme com atuação eu não duvido! (pausa para gargalhada...)
Ainda bem que a prezada "senhoUra" teve o cuidado de dizer que existem atores de verdade no filme, que diga-se de passagem, não são os mesmos que "atuam diretamente", podemos assim dizer. Ora, então é isso: elenco para falar e elenco para... Vá lá, isso até que torna filme diferente, mas não ao ponto de fazer um apreciador de Nelson Rodrigues assistir o filme com inteção de absorver cultura...´

É Nelson Rodrigues?!?!! Como assim Bial?!??!? Não sabia que Nelson escrevia roteiros ricos do tipo: "carteiro toca a campainha, entra e traça a mulher. Enquanto isso o padeiro chega também, a porta está aberta e ele traça a mulher junto com o carteiro." Vamos respeitar os mortos minha querida? Nelson escreveu obras onde há muito sexo implícito, desejos, paixões, dúvidas de personalidade... Mas daí a transformá-lo em autor de obra pornográfica vai uma certa distância. Pelo menos o discurso mudou para "fomos inspirados em Nelson Rodrigues".

Com certeza vai ter muita gente amando mesmo, disso eu não tenho dúvida! Mas o que não podemos fazer é banalizar as coisas... O que é "socialmente aceitável" para mim pode não ser para você, mas existem certos conceitos que estão sendo destruídos e tem gente batendo palmas para isso. Há um tempo uma ex-garota de programa escreveu um livro, vendeu milhões de cópias e ficou rica enquanto eu conheço gente que escreve obras fantásticas sobre o poder público e o livro fica mofando nas prateleiras porque as pessoas estão mais intressadas em saber como vive uma ex-puta! Depois reclamam que o país não tem governantes decentes e que eles só sabem roubar. Óbvio! Nós não sabemos como funciona o poder, não sabemos o que é executivo, judiciário e legislativo, mas sabemos que podemos ser garota de programa, achar um otário para nos bancar, escrever um livro e ficarmos ricas. Não duvido nada que daqui a pouco a Surfistinha, Leila, Poltergheist (é assim que se escreve isso??) e cia se candidatem a vereadoras, deputadas e prefeitas. A Gretchen já está no caminho e acreditem, ela será eleita! E depois reclamam que o Congresso é uma putaria só...

6 comentários:

Lulu on the Sky® disse...

Essa Leila Lopes é mediocre amiga, o proprio autor Walcir Carrasco fez uma critica a ela, q filme pornô não é um trabalho como outro qualquer, vc pode reparar q esses famosos só foram para a pornografia por causa do dinheiro, á q suas carreiras andavam tão em baixa e precisavam de algo pra retornar a midia.
Big Beijos

Carol disse...

ela estava de escanteio, precisava aparecer... fez um filme pornô e foi parar no Jô. A própria mídia dá corda para esse tipo de gente e espera-se o que do povo?

Kika Bastos disse...

coitadinha dela!!!! ela ja fez até novela1
hahahahahahahahahaha

Bruneca® disse...

Eu vou votar na Gretchen.

AHHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAH!

Zueira...

Bruneca® disse...

Eu vou votar na Gretchen.

AHHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAH!

Zueira...

Dri disse...

Cara, eu vi o Jô! E quando ela falou que era Nelson Rodrigues e depois disse que não era bem assim? Hahahahah coitada...
Ó. Atualizei.

 

Eu, Eu Mesma, Andreia e Guidarelli... © 2009. Design By Kel designs